Webmail    |    Fale Conosco

Quem Somos    |    Filie-se

 
  • 15 Janeiro 2019

Sindicato discute no DGH solução para os adicionais ocupacionais e vai à justiça para garantir esse direito

A presidente do SindEnfRJ, Mônica Armada, e a diretora Beth Guastini estiveram nesta segunda-feira, 14 de janeiro, no DGH, juntamente com representantes de outras entidades sindicais para discutir o problema dos adicionais ocupacionais (insalubridade e radiação ionizante).

Segundo a nota técnica nº 17689/2018, do Ministério do Planejamento, esses adicionais serão suspensos devido à migração dos servidores para um novo sistema. Chega a ser inacreditável que na era da informática essa migração ocorra individualmente, e não em bloco, de uma só vez, incluindo todos os servidores.

Os dirigentes sindicais solicitaram a prorrogação do prazo para a migração ao novo sistema, o que foi negado pelo Ministério do Planejamento. Mas o SindEnfRJ está ingressando nesta terça-feira, 15/1, com ação judicial, para garantir os adicionais ocupacionais.