Webmail    |    Fale Conosco

Quem Somos    |    Filie-se

  • 27 Janeiro 2020

Sindicato e Aben defendem que não haja exclusividade na titulação de Especialista em Família e Comunidade

Em reunião realizada nesta segunda-feira, 27/1, na prefeitura, as representantes do Sindicato dos Enfermeiros do Rio e da Associação Brasileira de Enfermagem solicitaram à secretária municipal de Saúde, Bia Bush, que reveja a decisão de conferir exclusividade para a Abefaco na emissão de certificação de Especialista em Enfermagem da Família e Comunidade. Pelo SindEnfRJ, compareceram as diretoras Líbia Bellusci e Cristina Venetilho, enquanto Sonia Alves representou a Aben. Também esteve presente Leonardo Graever, assessor de Atenção Básica da prefeitura.

A Abefaco não é a única entidade credenciada a desempenhar esse papel. A Aben, por exemplo, dada a sua atuação voltada para a formação, também está habilitada a emitir essa certificação. As dirigentes das entidades de enfermeiros reivindicaram à secretária Bia Bush que o debate seja aprofundado, visando a aceitação de certificados de outras entidades devidamente autorizadas pelo MEC, evitando a concessão de exclusividade.

Ficou decidido que será realizada uma nova reunião para discutir outra vez o assunto, com as presenças do sindicato, da Aben, da Abefaco e da Secretaria Municipal de Saúde.