Categorias
Notícias

Em ato no Hospital dos Servidores, SindEnfRJ exige respeito aos direitos dos trabalhadores

Servidores compareceram em peso à manifestação desta terça (14), que contou com passeata pela região

O Sindicato dos Enfermeiros do Rio de Janeiro (SindEnfRJ) participou do ato dos trabalhadores do Hospital Federal dos Servidores do Estado (HFSE) na manhã desta terça-feira (14) e exigiu que o Ministério da Saúde respeite os direitos dos servidores dos hospitais federais, como a jornada semanal de 30 horas, garantida pelo Decreto 1590 e a Portaria 1281, e o duplo vínculo, previsto pela Constituição de 1988.

Além disso, os servidores querem o fim das terceirizações e privatizações dos serviços públicos de saúde, mais contratações por concurso público e que o novo sistema de ponto eletrônico só seja implementado quando a jornada de 30 horas for garantida e a eficiência e segurança dos equipamentos forem comprovadas.

Os servidores se concentraram desde cedo, por volta das 7 horas da manhã, e se revezaram em frente ao HFSE para que o atendimento aos pacientes não fosse prejudicado. Após o ato, que contou com participação expressiva dos servidores, todos caminharam em passeata pelas ruas do entorno do hospital, na região portuária do Rio. A manifestação foi uma prévia da que está programada para sexta-feira (17), quando os servidores de todos os hospitais federais do Rio farão uma vigília a partir das 10h no Núcleo Estadual do Rio de Janeiro (NERJ), onde às 14h ocorre uma reunião entre representantes do Ministério da Saúde e dos sindicatos de trabalhadores.

“Somos contra terceirização e privatização e a favor da jornada de 30 horas porque defendemos a saúde pública, gratuita e de qualidade para todos”, explicou a presidenta do SindEnfRJ, Mônica Armada, que coordenou o ato dos servidores do HFSE junto com o Sindsprev. “Apesar das dificuldades, são os servidores que mantém a qualidade do atendimento nos hospitais federais. O Ministério da Saúde precisa ouvi-los e atender suas reivindicações”, completou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *