Webmail    |    Fale Conosco

Quem Somos    |    Filie-se

 
  • 12 Dezembro 2019

TRT confirma arresto, mas enfermeiros mantêm greve até que salários atrasados sejam pagos

Durante mais uma audiência no Tribunal Regional do Trabalho (TRT), realizada nesta quinta-feira, 12/12, o desembargador Cesar Marques confirmou o arresto de R$ 300 milhões de contas próprias da prefeitura do Rio, para pagar os salários atrasados dos trabalhadores das OS.

Agora, os oficiais de justiça vão notificar a Caixa Econômica Federal e o Banco do Brasil. A expectativa é que isso ocorra nesta sexta-feira a tempo de os salários serem pagos segunda-feira. Os arrestos incidirão sobre as contas próprias fonte 100 (Tesouro Municipal) e 109 (multas de trânsito).

Contudo, os enfermeiros decidiram, em assembleia que aconteceu em frente ao TRT, permanecer em greve até o efetivo recebimento dos salários. A paralisação continua sendo de 100% nas clínicas da família e ambulatórios de hospitais, enquanto os setores de urgência e emergência contarão com 30% do pessoal trabalhando. Uma nova audiência no TRT está marcada para terça-feira, dia 17.

Mônica Armada e Líbia Bellusci, respectivamente presidente e diretora do SindEnfRJ, compareceram à mobilização de hoje, que contou com as presenças de Sandro Cesar, presidente da CUT-RJ, e Luzia Dantas, da direção da central.