Webmail    |    Fale Conosco

Quem Somos    |    Filie-se

 
  • 15 Maio 2019

Nem a chuva afugenta enfermeiros na luta pelo PCCS

Neste 15 de maio, a mobilização da categoria em defesa de seus direitos começou logo na parte da manhã : junto como os professores, que também se concentraram no Largo do Machado, em protesto contra os cortes do governo Bolsonaro na educação, os enfermeiros e demais servidores da saúde convocados pelo Movimento PCCS Já fizeram uma manifestação que reuniu centenas de pessoas. Representaram o SindEnfRJ a presidente Mônica Armada e o diretor Marco Schiavo.

- Estamos juntos nas ruas. Hoje, nossa luta pela implantação do PCCS da saúde se junta ao protesto nacional contra o corte brutal dos recursos da educação feito por um governo que quer destruir a universidade pública. A unidade da classe trabalhadora é essencial para que a gente consiga derrotar a reforma da previdência e resistir à retirada de direitos e, no nosso caso, para que a lei seja cumprida- disse Mônica Armada.

Depois, mesmo debaixo de chuva torrencial, os servidores da saúde seguiram em passeata até Palácio Guanabara, entoando palavras de ordem e cobrando a imediata implantação do PCCS. A ideia era que uma comissão fosse recebida pelo governador Witzel. Diante da informação de que o governador não se encontrava, a comissão conversou com Edson, chefe de gabinete do governador. Ele disse que não podia marcar a audiência com Witzel, conforme pediram os servidores, pois isso era atribuição do secretário de Saúde, Edmar Santos.

Imediatamente os servidores estaduais se dirigiram à Secretaria Estadual de Saúde. No momento em que postávamos esta notícia, os servidores ainda aguardavam serem recebidos pelo secretário.