Webmail    |    Fale Conosco

Quem Somos    |    Filie-se

 
  • 08 Fevereiro 2019

Enfermeiros das OS mantêm greve e discutem ações judiciais contra demissões

Reunidos em assembleia nesta sexta-feira, 8 de fevereiro, os enfermeiros trabalhadores das OS decidiram por unanimidade manter a greve até que ocorra a quitação integral dos salários. Ficou claro que assim que os salários forem integralmente pagos os profissionais devem encerrar o movimento grevista, sob pena de terem descontados os dias parados. As diretoras do SindEnfRJ, Líbia Bellusci e Cristina Venetilho, e o advogado Caio, da assessoria jurídica da entidade, compareceram à assembleia.

Durante os informes sobre a sessão do Dissídio Coletivo, que aconteceu nesta quinta-feira, 7/2, no TRT, os dirigentes do SindEnfRJ informaram que os enfermeiros demitidos devem encaminhar ao sindicato cópia do contracheque e do aviso prévio, para que o jurídico possa tomar as medidas cabíveis.

Em relação aos casos de assédio moral, o sindicato pede que sejam juntadas provas e testemunhas visando respaldar o ingresso com ações judiciais. Mais uma vez os enfermeiros foram instados a denunciar ao Ministério Público do Trabalho a falta de insumos, medicamentos e as precárias condições de trabalho. Uma nova assembleia foi marcada para o dia 12 de março.