Webmail    |    Fale Conosco

Quem Somos    |    Filie-se

 
  • 21 Junho 2018

Para compensar sua incompetência, Crivella taxa servidores inativos

Em votação apertada - 28 votos favoráveis e 20 contrários -, a Câmara Municipal do Rio aprovou nesta quarta-feira, 20 de junho, em primeira discussão, a cobrança de 11% de contribuição previdenciária dos servidores aposentados e pensionistas da prefeitura. O projeto fora encaminhado ao Legislativo pelo prefeito Crivella.

Uma segunda votação está marcada para a próxima terça-feira. Se aprovado, o projeto segue para a sanção do prefeito. A taxação de 11% incidirá sobre cerca de 10.400 aposentados e pensionistas que recebem acima do teto do INSS, que é de R$ 5.645,80. O percentual de 11% será descontado da parcela que exceder o teto do INSS.

Mas a luta ainda não está perdida. A pressão dos servidores certamente vai aumentar sobre os vereadores na votação da semana que vem. O prefeito que em vez de "cuidar das pessoas" tem se revelado incompetente e pouco empenhado em resolver os inúmeros problemas do município justifica a taxação como uma medida necessária para reequilibrar as contas da Previdência. Puro cinismo, já que isso só será possível quando a prefeitura pagar a dívida milionária que  tem com o fundo de previdência.