Webmail    |    Fale Conosco

Quem Somos    |    Filie-se

  • 12 Outubro 2017

Reagir é preciso !

É grave a situação da saúde pública em Petrópolis. Depois de ter decretado calamidade financeira no município, o prefeito Bernardo Rossi penaliza a população e os servidores com cortes na área da saúde que comprometem o atendimento. Exemplos do descaso da administração do município com os servidores da saúde são as UPAs Cascatinha e Centro, cujos profissionais, que estão sem receber as verbas rescisórias, são pressionados para aderir a uma cooperativa, o que ameaça direitos trabalhistas como férias e 13º salário.

O caminho para reverter esse quadro é o da luta e da mobilização. Por isso, o Sindicato dos Enfermeiros do Estado do Rio de Janeiro convoca a categoria, em Petrópolis, para essa assembleia. Reagir é preciso.