Webmail    |    Fale Conosco

Quem Somos    |    Filie-se

  • 16 Agosto 2017

Depois de reunião em Brasília, sindicato prepara plano de lutas

Integrantes da direção do SindEnfRJ estiveram reunidas nesta quarta-feira, 16/08, em Brasília, com o coordenador de Gestão de Pessoas do Ministério da Saúde, Pablo Gomes Leite, para tratar de assuntos relevantes para a categoria. Abaixo as principais cobranças feitas pelas dirigentes sindicais e as respostas dos representantes do MS. Mas o sindicato, diante do cenário de retrocessos e perda de direitos da classe trabalhadora, em breve fará reuniões com a categoria para traçar um plano de lutas.

Contratos temporários da União - Está em curso um processo para novas contratações visando a substituição dos contratos que terminarão em fevereiro de 2018. Os contratos encerrados antes dessa data poderão ser repostos pelos profissionais que se encontram na reserva do último contrato de 2016, de acordo com a necessidade técnica para a ocupação da vaga.

Regulamentação do duplo vínculo com exclusão do limite de 60 horas - A Câmara de Conciliação da AGU já revisou o parecer que limita em 60 horas a acumulação, mas essa decisão ainda não seguiu para votação em plenário e posterior encaminhamento ao advogado-geral da União.

PDV - Aguardando orientação sobre a forma do parecer que irá normatizar o processo de demissão voluntária e redução da jornada, inclusive nos casos de acumulação de cargos. Não estão sendo aceitos pedidos de redução de carga horária.

Falta de computadores disponíveis para Siref nas unidades - Foram entregues 82 computadores para esse fim nas unidades hospitalares e as mesmas já foram cobradas sobre isso.

Incorporação da GDPST - Foi aprovada a incorporação a partir de agosto, com retroatividade à data da assinatura do termo de adesão. 

Radiação ionizante - Permanecerá a jornada de 24 horas garantida por lei para os profissionais que atuam no setor.