Webmail    |    Fale Conosco

Quem Somos    |    Filie-se

  • 31 Agosto 2015

Assembleia rejeita proposta de reajuste do governo e greve da enfermagem continua

Há 45 dias em greve, os profissionais de enfermagem da rede federal de saúde do Rio decidiram, em assembleia realizada na manhã desta segunda-feira, 30 de agosto, no Hospital de Bonsucesso, manter a paralisação. 

A categoria rejeitou a proposta de reajuste plurianual de quatro anos apresentada pelo governo, que prevê 21,3% de reajuste, parcelados da seguinte maneira : 5,5% em 2016; 5,0% em 2017; 4,75% em 2018 e 4,5% em 2019. 

Por não dialogar com a pauta de reivindicações das entidades sindicais, a CNTSS (Confederação Nacional dos Trabalhadores em Seguridade Social-CUT) orientou as entidades filiadas pela rejeição da proposta.

A nova proposta do governo, enviada à CNTSS no dia 26/8, também prevê o parcelamento dos 50% restantes da diferença para a integralidade da Gratificação de Desempenho (GD) : 20% da diferença em 2017, 40% em 2018 e 40% em 2019. Esse parcelamento é visto pelas representações dos servidores como uma forma inaceitável de protelar a concessão de um direito. 

Após a conquista da suspensão dos processos de demissão por duplo vínculo e do reajuste para o pessoal do NERJ,a greve segue firme até que o governo apresente uma proposta digna de reajuste.

002
021
009
044