Webmail    |    Fale Conosco

Quem Somos    |    Filie-se

 
  • 27 Setembro 2011

SindEnfRJ constata caos no hospital de Saracuruna

Problemas existentes na unidade estão relacionados à falta de pessoal e a superlotação

A situação caótica do Hospital Estadual Adão Pereira Nunes, em Saracuruna, no município de Duque de Caxias, foi constatada pela presidente do Sindicato dos Enfermeiros do Rio de Janeiro (SindEnfRJ), Mônica Armada, que visitou a unidade na terça-feira, 27, acompanhada do presidente do Conselho Regional de Enfermagem, Pedro de Jesus, e da deputada estadual enfermeira Rejane (PCdoB), membro da Comissão de Saúde da Assembléia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj).

A comitiva constatou a superlotação do hospital e, segundo a direção da unidade, esta tem sido a causa da ocorrência dos erros médicos denunciados pela imprensa nos últimos dias. “A situação é crítica. São cerca de 50 pacientes na emergência enquanto o ideal seriam dez. Fora isso, o número de funcionários, tanto enfermeiros como os auxiliares e técnicos é três vezes menor do que o necessário”, observou Mônica, lembrando que as más condições de trabalho influenciam na qualidade da prestação de serviço.

Elaboração de laudo

“O que não pode acontecer é o profissional de enfermagem ser responsabilizado por problemas como superlotação e más condições de trabalho. Esse é um problema de gestão, portanto, o trabalhador não tem que arcar com o ônus”, afirmou a deputada enfermeira Rejane, que se comprometeu a preparar um laudo sobre a visita ao hospital e entregá-lo ao presidente da Comissão de Saúde da Alerj para encaminhamentos de providências.