Webmail    |    Fale Conosco

Quem Somos    |    Filie-se

 
  • 28 Fevereiro 2012

Sindicato e CUT cobram apoio de ministro a jornada de 30 horas

A presidente do Sindicato dos Enfermeiros do Rio de Janeiro (SindEnfRJ), Mônica Armada, e o presidente da Central Única dos Trabalhadores do Rio de Janeiro (CUT-RJ), Darby Igayara, entregaram na sexta-feira ao ministro da Saúde, Alexandre Padilha, documentos pedindo apoio à aprovação imediata do projeto de lei, em tramitação no Congresso, que regulamenta a jornada de 30 horas semanais para profissionais de enfermagem. Os sindicalistas aproveitaram a vinda de Padilha à cidade, para liberar verbas para hospitais de emergência do município, para, mais vez, salientar a importância da jornada de 30 horas não apenas para enfermeiros e auxiliares e técnicos de enfermagem, mas para a qualidade do atendimento no SUS e, por conseqüência, para toda a sociedade.

Mônica Armada explicou que o objetivo é conquistar o apoio do ministro e garantir que o projeto de lei entre na pauta de votação o mais depressa possível. A expectativa é que proposta que garante a jornada de 30 horas para todos os profissionais de enfermagem do país seja votada ainda neste semestre. “Essa é uma questão prioritária para todos os profissionais de enfermagem do Brasil e vamos ampliar nossa mobilização para  garantir sua aprovação logo”, disse Mônica.

 Monica presidente do SindEnfRJ com o Ministro Alexandre Padilha

 Monica Armada presidente SindEnfRJ, Darbi Igayara presidente da CUT na entrega do documento ao Ministro Alexandre Padilha